Camelot logo Henry Deacon:
Portuguese flag Portuguese translation - Part 1

Home Interviews & transcripts Our Goals Round Table In Tribute The big picture Shorts
About us Get Involved Questions Contact

_____________________________

Entrevista com žHenry DeaconÓ

um físico de žLivermoreÓ

[Nota do Tradutor (NT): Ao ser efectuada esta tradução, foi propositadamente seguido com máxima fidelidade o texto original, pelo que, por vezes algumas frases podem žnão soar bemÓ em Português. No entanto, acreditamos ser esta a melhor forma de transmitir fielmente a informação apresentada abaixo]

Esta entrevista foi transcrita de um vídeo em que o entrevistado expressou o desejo de se manter anónimo ( žHenry DeaconÓ é um pseudónimo, escolhido pela sua similaridade com uma personagem da série de televisão žEurekaÓ ). Alguns detalhes foram apagados e/ou emendados de forma a garantir que a sua identidade não seja detectada, e a transcrição foi limpa da maioria das expressões naturais de hesitação e outras similares. Entretanto, é muito importante notar que nenhuma da informação factual revelada foi alterada ou emendada de qualquer forma.

O nome de Henry e os detalhes da sua profissão são conhecidos e conseguimo-nos encontrar com ele pessoalmente mais que uma vez. Compreensivelmente encontrava-se um pouco nervoso mas queria definitivamente falar connosco. Em conversa, por vezes respondia com silêncio e olhares significativos ou sorrisos enigmáticos em vez de palavras. Foi inteiramente desarmante, de uma forma muito calma, e nem sempre tinha a certeza do que deveria ou não dizer. Por vezes, contudo, mostrou grande prazer em revelar a verdade sobre alguns assuntos chave de uma forma em que não os fosse possível serem-lhe ligados. Um ou dois detalhes suplementares foram fornecidos por E-mail depois da entrevista.

A parte mais importante da informação adicional encontra-se no fim da transcrição, onde Henry confirma o testemunho de Dan Burisch.

Os leitores são convidados à distribuição livre com a condição de que nenhuma parte seja alterada ou apagada. Secções inalteradas podem ser utilizadas se o contexto for deixado claro. Consideramos esta entrevista extremamente importante e na nossa opinião a informação revelada deveria ser largamente divulgada.

Para mais informação do Henry, actualizada em Fevereiro de 2007, por favor clique aqui . Contudo, é provavelmente melhor familiarizar-se primeiro com o material apresentado abaixo como uma introdução ao Henry e ao seu testemunho.

NOVO Clique aqui para outra actualização ( Maio de 2007 ) NOVO

Não tivemos qualquer informação de Henry Deacon nas últimas cinco semanas. Antes da nossa última comunicação, na última semana de Março de 2007, contou-nos que andava a ser alvo de coerção. Até aquela altura mantinha uma comunicação muito regular connosco. Agora temos a certeza de que foi forçado ao silêncio.

Embora esta actualização contenha mais informação fascinante num número de tópicos (incluindo mais informação sobre Marte e alguns detalhes sobre a historia de dentro [NT: žinside storyÓ no texto original Ů sem tradução directa, pode ser entendido como a historia secreta ou fora do domínio publico] do 11 de Setembro), continuamos a acreditar que a informação mais importante que ele partilhou se encontra na segunda actualização . Contudo, tal como referido acima, os novos leitores são aconselhados a ler o testemunho de Henry na sequência certa.

______________________

Começo da entrevista

Por favor conte-nos um pouco sobre si próprio Ů tudo o que sentir que pode.

Estou neste momento empregado numa das agências de 3 letras [joga um pequeno jogo de palavras connosco até que adivinhemos a agencia correcta, que então confirmará]. Estou provavelmente a tomar um risco considerável ao falar convosco desta forma, embora não pretenda revelar qualquer informação que na minha forma de ver seja ao mesmo tempo classificada e específica da segurança nacional. Estive envolvido em muitos projectos com muitas diferentes agências ao longo de muitos anos.

Para pular directamente para o ponto da questão, acredito que fui um ž walk-in Ó [NT: sem tradução directa, pode ser entendido como žcair de pára-quedasÓ ou žaparecer do nadaÓ neste contexto] por volta do oitavo ano da escola. Tenho memórias de vir de outro planeta, e estas estão todas baralhadas, tudo misturado com memórias de infância humana. É muito esquisito, e difícil de explicar a sensação. Nunca tive qualquer problema em aceder intuitivamente a informação científica complexa e muitas vezes dou por mim a perceber sistemas complexos sem detalhes ou explicação prévia. Trabalho essencialmente com sistemas. Não quero parecer arrogante, mas sei de facto bastante sobre informação avançada, científica e outras. Apenas acontece que sei. Não posso dizer mais que isto por agora.

Pode-nos dar algumas pistas sobre qual a agência para que trabalha?

Não, não em registro publico. Simplesmente não me posso dar a esse luxo.

Que informação sente que tem que é importante que o mundo saiba?

Existe tanta coisa que é difícil saber onde começar

Eu soube sobre o 11 de Setembro dois anos antes do evento, por exemplo. Não em termos específicos, mas certamente em termos gerais. Foi falado, sobre um evento assim, algo que iria mudar o jogo , por assim dizer.

Eu sei que existe uma guerra planeada entre os Estados Unidos e a China programada para o fim de 2008. Isto é algo geopolítico e não diz respeito a operações secretas [NT: žblack opsÓ no texto original] assim tanto. Estes foram apenas dois eventos que ouvi ao passar . Não tenho informação detalhada sobre eles.

Quer dizer que a China e os Estados Unidos estão a trabalhar em conjunto para encenar uma guerra?

O pentágono começou os planos em 1998. Tem que perceber que a China e os Estados Unidos são mão com luva em tudo. Esta guerra é uma operação conjunta entre os Estados Unidos e a China. A maioria das guerras é preparada desta forma e têm-no sido por algum tempo.

Quer mais uma coisa que é desagradável de ouvir? Também ouvi de alguém que servia numa unidade que trabalhava com mísseis destinados para testes no Pacifico e no Oriente. Os mísseis eram despachados para a localização de teste em contentores super selados, muito seguros, hermeticamente selados. Depois dos testes, o contentor seria despachado de volta, selado da mesma forma, mas vazio, supostamente vazio. Numa ocasião, este tipo estava presente quando um contentor foi aberto. Não estava vazio. Estava cheio de sacos com pó branco.

Cocaína?

Deixo-o tirar as suas próprias conclusões. Eu duvido que fosse açúcar. Deixe-me apenas dizer que, hipoteticamente falando, e deixe-me apenas dizer para me proteger a mim próprio, que se tal plano estava em operação, faz perfeito sentido logístico e é uma forma totalmente segura de passar ao lado de toda a segurança, alfandegas, limites internacionais e portos, e todas aquelas inspecções. É perfeito, da mesma forma que armas e munições costumavam atravessar fronteiras em sacos diplomáticos que transitavam entre consulados. Isto acontece constantemente.

Intitular-se-ia um físico?

Sim. Eu cubro outras especialidades também, mas sim, sou um físico. E especializei-me em sistemas. žLivermoreÓ é um bom sítio para estar, são todos muito profissionais lá. Eles não, sabe, eles não andam a perder tempo lá.

O que nos pode dizer sobre o estado corrente da física na cena militar-industrial ?

Está dúzias de anos à frente da física conhecida pela maioria que é publicada nos jornais no domínio público. Existem projectos que lidam com assuntos alem do que acreditam ou experimentaram, alem da imaginação, de muitos dos físicos do domínio público.

Pode-nos dar alguns exemplos?

[pausa longa]

Existe um projecto chamado žShiva NovaÓ em žLivermoreÓ que utiliza conjuntos de lasers gigantes. Estes são lasers enormes, condensadores enormes, muitos Tera-Watts de energia, num edifício construído em cima de molas gigantes [estende os braços para mostrar o tamanho], todos focados num ponto muito muito pequeno. Isto cria uma reacção de fusão que replica certas condições para testes de armas nucleares. É como um teste de bomba atómica em condições de laboratório, e existe recolha de informação muito poderosa focada naquele ponto em que toda a energia é focada.

O problema é que todos os eventos de extrema alta-energia como este criam falhas no tecido do espaço-tempo. Isto foi observado tão cedo como nos eventos de žHiroshimaÓ e žNagasakiÓ, e pode vê-lo em filmes antigos. Olhe para o que se parece com uma esfera de energia a expandir-se, e posso-lhe mandar um endereço [NT: de Internet] para lhe mostrar. O problema ao criar falhas no espaço-tempo, quer sejam pequenas ou grandes, é que coisas entram dentro delas que não quer que estejam lá.

Coisas entram dentro?

Coisas entram dentro. Coisas de que todos sabermos acerca que são discutidas imenso na Internet. Seres, e influencias, todos o tipo de coisas esquisitas, e posso-lhe dizer que criaram grandes problemas.

Que tipo de problemas?

[pausa]

O problema da presença delas e do que acontece a seguir. O outro problema é que se se estão a criar falhas no espaço-tempo está-se a baralhar o próprio tempo, quer seja a sua intenção ou não. Houve tentativas para resolver isto, e isso tudo resulta em complicadas sobreposições de círculos temporais. Alguns extraterrestres estão a tentar ajudar, e outros, não estão. Ao prever vários futuros, apenas podemos falar de prováveis e possíveis futuros. Isto é tudo extremamente complexo e altamente classificado. Basicamente, é apenas uma gigantesca confusão. Abrimos a Caixa de Pandora , começando com o projecto žManhattanÓ, e ainda não encontramos uma forma de lidar com as consequências.

O problema de múltiplas linhas temporais soa à informação reportada por Dan Burisch÷ pode comentar sobre isso?

[abana a cabeça] Não sei sobre nada disso.

Ok. Vou-lhe enviar os endereços para que possa ver as entrevistas. Mas o que esta a dizer corrobora a informação reportada pelo žMr XÓ na página de Internet žCamelotÓ. Viu ou leu essas entrevistas?

Não, o que é que ele diz?

žMr. XÓ é um arquivador que por um período de seis meses teve a oportunidade de trabalhar com documentos classificados, filmes, fotografias e artefactos a meio da década de 80 quando estava a trabalhar num projecto especial com um empreiteiro da Defesa . Ele diz que leu que a principal razão do interesse dos extraterrestres em nós era devido aos testes nucleares e à ameaça geral das armas nucleares.

Isso soa-me mesmo certo. Excepto que apenas um ou dois grupos de extraterrestres estão preocupados com as armas nucleares, não todos.

Ok. Que mais nos pode contar acerca do problema das linhas de tempo?

Apenas que não está resolvido. O risco, esta a ver, é que cada tentativa para concertá-lo, adiciona-se ela própria ao problema. Vai ficando cada vez pior.

Os extraterrestres Ů ou alguns dos extraterrestres Ů são viajantes do tempo? Dan Burisch afirma isto.

Sim.

Tem conhecimento sobre o projecto Montauk?

Isso causou um enorme problema, e gerou÷ criou um círculo de 40 anos.

Não sei sobre o Al Bielek. Acredito que alguma da sua informação é suspeita. Mas algo assim aconteceu definitivamente, a experiência žPhiladelfiaÓ, também. John Neumann esteve muito envolvido em tudo isso.

E Tesla, e Einstein?

Não sei. Mas o Neumann÷ [acena com a cabeça]

žMontaukÓ foi real?

Sim. Isso foi uma verdadeira trapalhada. Eles criaram uma divisão temporal que ainda não foram capazes de emendar. Agora, perceba que isto também se relaciona com o projecto žRainbowÓ, os žStargatesÓ÷ também estavam a trabalhar nisso lá. Mas alguns dos relatórios de žMontaukÓ na Internet não são convincentes para mim. Vi algumas das fotografias do equipamento que eles supostamente usaram, e é lixo, apenas um monte de lixo.

[Bill] Sempre tive um problema com a ideia de portais de tempo porque não vejo como ou porque é que eles ficariam no planeta numa certa localização enquanto este se move pelo espaço. Se um portal fosse criado no espaço-tempo , seria de esperar que fosse deixado algures para trás rapidamente conforme a terra gira, e move-se à volta da sua orbita, e o próprio sistema solar orbita a galáxia num enorme ciclo. Quero dizer, tudo esta em movimento, todo o tempo, e isto é perfeitamente conhecido. Pode explicar isto?

Não, não posso÷ mas percebo o que quer dizer, e os portais realmente ficam em locais específicos, do género ancorados a este planeta. Acontece dessa forma. Porque é que eles não são deixados para trás ou apenas flutuam para qualquer sítio, não tenho ideia. Talvez estejam graviticamente ancorados de uma certa forma. A sua suposição é tão boa como a minha.

Um dos portais liga-se a Marte, e é uma ligação estável, não interessa onde a Terra ou Marte estão nas suas orbitas. Tivemos esta base estabelecida no começo dos anos sessenta. Na realidade, temos uma série de bases.

Então já exploramos Marte.

Certo, há bastante tempo atrás. Viu žAlternative ThreeÓ?

Sim.

Aquilo tinha alguma verdade lá. O vídeo da aterragem em Marte foi todo falso [NT: žspoofÓ no texto original], e outras partes também foram, mas existe verdade ali.

Que mais sabe na qualidade de um físico que trabalha nestes projectos?

Ok. Isto pode interessar-lhe se tem conhecimentos de física. Sabe o que um sinal não-local é, certo? Quando duas partículas em diferentes partes do universo podem aparentemente comunicar entre elas simultaneamente, não interessando a distancia.

Aparelhos de comunicação foram feitos para comunicações através de vastas distancias e também locais usando uma metodologia que é impossível de žeavesdropÓ [NT: sem tradução directa, pode ser entendido como interceptar a comunicação], porque não existe nada que viaje entre os dois aparelhos que possa ser interceptado. É impossível de crackar ou desencriptar ou žeavesdropÓ porque o sinal não viaja por lado nenhum, por isso não existe sinal que possa ser interceptado ou descodificado. Apenas não funciona dessa forma.

A beleza disto é que estes aparelhos são na realidade muito simples de construir. Pode criar dois circuitos caóticos, em duas pequenas placas electrónicas usando componentes baratos que qualquer um pode comprar, e elas comunicam entre si desta forma. Pode construí-las se souber como.

Existem outras aplicações além de comunicações?

[pausa]

Sim.

Que mais nos pode dizer acerca disto?

Apenas isso. Oh, devo dizer de que não me apercebi ao início que você era o tipo que criou a página web žSerpoÓ. Deixe-me apenas dizer que não se chamava assim. E duvido que a viagem tenha demorado nove meses. Não foi dessa forma que viajaram ate lá.

Oh, quer dizer que a viagem foi instantânea?

[pausa]

Não penso que tenham viajado da forma que disseram na página web žSerpoÓ. Talvez tenha havido outros programas. Talvez tenham havido muitos. Mas para viajar através de largas distancias é melhor usar portais . Qualquer outra coisa é realmente÷ é apenas ineficiente.

Quer dizer que usaram žStargatesÓ?

Penso que lhes pode chamar isso, sim.

Também suspeito que o sistema não é žZeta ReticuliÓ. A mim soa-me a žAlpha CentauriÓ. Eu penso que mencionou isto na página web .

Tem uma razão para dizer isso?

Bem, žZetaÓ 1 e 2 estão bastante distantes um do outro. žAlpha CentauriÓ e žPromixa CentauriÓ estão perto. žAlpha CentauriÓ tem um sistema solar muito parecido com o nosso, mas é mais velho. Os planetas estão em orbitas estáveis. Existem três planetas inabitados, o segundo, terceiro e quarto. Não, espere, o quinto, penso eu. Segundo, terceiro e quinto.

Isso é espantoso÷ soube disto profissionalmente? Quero dizer, soube disto no decurso do seu trabalho?

Sim, isto é conhecido. É comparativamente fácil chegar lá, menos que cinco anos-luz de distância, e isso, sabe, é já aqui na porta ao lado. As÷pessoas... são muito do género humano . Não são žGreysÓ, são como nós. A forma humana é muito comum no universo.

[Bill] Um dos planetas é do tipo deserto? Foi isso que eu vi na fotografia que descrevi. Dois sois no horizonte, sobre uma paisagem desértica. Aquilo realmente espantou-me.

[ ver este artigo na pagina web žSerpoÓ ]

Sim, é isso, um planeta desértico.

Uau.

Está familiarizado com o projecto žLooking GlassÓ?

Isso soa-me familiar÷

Era um tipo de tecnologia que Dan Burisch nos contou que envolvia ver no futuro. Esteve envolvido nisso?

Ok, essa tecnologia não foi desenvolvida por nos. Foi-nos dada, ou foi tirada de uma nave que adquirimos. Não trabalhei nisso.

Ouvimos que têm um žStargateÓ fabricado pelo homem em žLos AlamosÓ. Está familiarizado com isso?

[olha para nos sem responder, sorriso ligeiramente enigmático]

O que nos pode dizer sobre žLos AlamosÓ?

Existe uma página web de žLos AlamosÓ que lhe enviarei, e pode procurar sobre žGravity ShieldingÓ e coisas do género. Esta tudo lá.

[nota: a pagina web é http//lanl.arxiv.org ]

Agora, pode ter sido por um erro que esteja em domínio público. Talvez queira aconselhar as pessoas para arquivarem as páginas que encontrem antes que seja retirada da Internet assim que se aperceberem, se o fizerem. Mas neste momento pode ver com os seus próprios olhos.

É difícil saber que mais posso dizer.

O que nos pode dizer sobre a presença de extraterrestres?

Procure o filme žWavelengthÓ. É baseado numa história totalmente verdadeira. Já o viu? É baseado num incidente que teve lugar em žHunter LiggettÓ. Este é quente .

Não. Onde fica žHunter LiggettÓ?

A 90 milhas a sudoeste de žMontereyÓ, na Califórnia. A minha base primária na altura era žFort OrdÓ.

Estava a trabalhar lá no início dos anos 70, quando era militar, e estava a trabalhar sob a CDCEC, que significa Comando Experimental do Comando de Desenvolvimento de Combate [nota de tradução: žCombat Developments Command Experimentation CommandÓ no texto original]. Pode ir lá procurar.

Nos estávamos a fazer testes em todos os tipos de dispositivos, e vivíamos no terreno. Nos usávamos protecções oculares para lasers grande parte do tempo, e tínhamos os olhos dilatados rotineiramente para inspeccionar as retinas à procura de queimaduras. Algum do gado ate usava protecções modificadas! Era a visão mais bizarra que pode alguma vez imaginar.

Bem, um dia algo aconteceu enquanto estávamos a testar. Um disco [NT: leia-se OVNI] veio para a área e estava a pairar, pairou directamente à nossa frente, no terreno. Por isso [pausa] atiramos aquela m**** de coisa abaixo.

Atiraram abaixo um disco?

[acenando com a cabeça] Não devíamos ter feito aquilo. Não fui eu pessoalmente, mas o grupo fê-lo. Entre nos, nos tínhamos todas aquelas armas avançadas [NT: žgizmo weaponryÓ no texto original] e adivinho que entraram em pânico e pensaram que estavam num filme ou qualquer coisa assim. O disco foi incapacitado e foi capturado, assim como os ocupantes, e eu vi-os brevemente. Eram do tipo pequenas crianças humanóides, sem cabelo. E tinham olhos pequenos, não do género grande amêndoa. Não penso que alguém saiba disto. Tanto quanto sei não esta na Internet.

Isto é incrível. Nunca ouvi falar deste incidente.

A maioria das outras testemunhas acabaram no žVietnamÓ e muitas foram mortas. Eu posso ser a única testemunha viva do que aconteceu÷ não sei.

O resto da historia esta num filme de ficção cientifica chamado žWavelengthÓ, cujo foi lançado no inicio dos anos 80. Nunca tinha ouvido falar dele ate que o encontrei por acaso uns anos depois, no žArizonaÓ. Acabei de dizer isto? [ri, pela primeira vez]

Quando vi o vídeo, estava à espera de, você sabe, entretenimento ligeiro com uma cerveja ou duas, mas quero dizer, a minha boca escancarou-se . O inicio do filme clarifica completa e acuradamente o incidente, e o filme segue de muito perto o resto da historia, incluindo o uso da base abandonada žNikeÓ no sudoeste da žCalifórniaÓ para os guardar.

Vá encontra-lo. É basicamente verdade. Fiquei simplesmente espantando quando o vi. A pessoa que o escreveu deve lá ter estado, ou conheceu alguém que lá esteve. Mas não sei quem.

Tive uma fotografia genuína de um extraterrestre uma vez. Mostrei-a a alguém, uma mulher, uma mulher muito talentosa, que era uma microbiologista que trabalhava para uma das agências. Assustou-a imenso. Eu não podia acreditar. Ela pura e simplesmente não queria lidar com aquilo de forma nenhuma. E eu digo que isso sugere que o publico, ate cientistas não estão preparados para que esta informação seja libertada. E esta pessoa era realmente inteligente. Isso não a impediu de se passar, apenas não querendo saber. Ela estava, sabe, completamente assustada.

Ainda tem essa fotografia? Podemos vê-la?

Não sei. Posso-a ainda ter algures, e se a puder encontrar, envio-lha.

Pode descreve-la?

Mostrava um pequeno ser com pele escura, do género preto e enrugado . Era o único sobrevivente de um incidente. Mas morreu logo depois. Tinha um fato que era auto-curador , ah÷ auto-reparador . Era um género de tecido, ou algo assim, que realmente se reparava a si próprio. E ele tinha um artefacto com ele que era algum tipo de dispositivo de controlo remoto, e que lhe foi tirado.

Era o sobrevivente de um desastre?

[pausa]

Não.

Um viajante do tempo?

Você sabe tudo, não sabe?

Não, mas esta a dar-nos a confirmação.

Quero dizer, é apenas tão incrivelmente complicado. É tão complexo que é possível que nenhuma pessoa tenha toda a informação. A maioria das agencias não sabe o que as outras agencias sabem e tudo esta pesadamente compartimentalizado até lá acima . Ninguém fala com ninguém acerca destes assuntos. Ás vezes projectos inteiros são duplicados com um custo de Deus sabe quantos biliões porque a existência dos outros projectos é desconhecida, são escondidos deles. Quero dizer, sou um cientista, e os cientistas por vezes têm um braço atado atrás das costas porque não podem comunicar livremente. De facto, não podem comunicar de forma nenhuma [ri-se]. E existem dúzias, centenas de projectos classificados, quero dizer dos grandes . É a confusão total.

Olhe, existem muitos grupos de extraterrestres, e estão misturados ao lado dos nossos ancestrais. Existem círculos de tempo sobre círculos de tempo, e é tudo uma confusão. Você precisa de um QI de 190 para compreender tudo.

Conte-nos acerca dos círculos de tempo. A propósito, podemos perguntar novamente÷ não ouvi falar de Dan Burisch?

Não que me lembre. Não me é familiar.

Entrevistamo-lo o mês passado. Ele foi a seguir ao John Lear na página web .

Eu realmente vi a sua entrevista com o John Lear, a falar acerca das fotografias da lua e da forma como foram alteradas [NT: žairbrushedÓ no texto original]. A NASA fá-lo a toda a hora . Ele é bastante castiço , já agora. Gostava de o conhecer um dia.

O que poucas pessoas sabem é que os relatórios de radar do serviço nacional de tempo também são alterados , por isso certas imagens de radar não são divulgadas. Eu não me refiro a alteradas à mão. As imagens de radar são filtradas electronicamente usando um programa informático. Alguns destes traços no radar são enormes. Em adição, o radar de tempo não detecta traços que se movem mais rápido que uma certa alta velocidade , um par de centenas de milhas por hora. Mas mesmo assim existem traços que necessitam de ser removidos.

OVNIS?

Claro. São muitas vezes invisíveis a olho nu , mas aparecem no radar. Também são visíveis no ultravioleta÷ não penso que isto seja conhecido em geral pelas pessoas.

Então o que nos pode contar sobre os círculos de tempo?

Certo. [longa pausa]

A situação em relação aos círculos de tempo é que existe um grande número de linhas de tempo paralelas, montes de ramificações . Não existem paradoxos. [desenha um diagrama] Se regressar no tempo e matar o seu avô, que é o paradoxo do avô de que todos falam, não há paradoxo. Quando volta atrás e muda o passado, cria uma linha de tempo diferente, que é uma nova ramificação da original. Nessa linha de tempo, você não teria nascido, e não existiria, por isso esse aspecto do paradoxo é verdade. Consegue ver? Mas nesta linha de tempo, você está aqui e agora, você existe, e continua a existir. Não há paradoxo, é simples÷ consegue ver? Esta a lidar com diferentes ramos de um tipo de árvore do tempo . Nenhum princípio é violado. Todos os eventos futuros são possibilidades, não certezas. É algo bastante importante, uma importante÷ distinção. É realmente tudo o que posso dizer acerca disto.

Sabe alguma coisa sobre os žchemtrailsÓ?

Ok. Os žchemtrailsÓ foram desenvolvidos pelo Edward Teller e são basicamente o semear de milhares de micro-particulas de alumínio na alta atmosfera para tentar aumentar a albedo do planeta, o índice de reflexão do planeta, por causa do aquecimento global. Agora, micro-particulas de ouro, ouro verdadeiro, foram usadas uma vez numa situação semelhante noutro planeta, mas creio que tinham montes de ouro, e nos usamos alumínio no seu lugar. O aquecimento global é parcialmente causado pelo efeito de estufa, e isso certamente torna as coisas piores, mas a maior parte deve-se ao aumento de actividade solar. A actividade solar é o problema real.

Porque é que esta informação não é do domínio público? Parece que as pessoas deveriam saber e gostariam de saber, e não há nenhuma segurança em risco se o que diz é verdade.

Cientificamente, é apenas um jogo total. Nem o suficiente é compreendido. Pode funcionar, ou talvez não funcione. Pode facilmente tornar as coisas piores. Podem também haver efeitos secundários de saúde, efeitos secundários no tempo, Deus sabe o que mais. Afecta todo o planeta e aqui temos uma unilateral, não democrática decisão, não ligada ao processo político e democrático, para lançar um enorme projecto tecnológico especial que afecta todos na Terra. Se isto não é controverso, não sei o que será. A solução é mantê-lo secreto. É a solução žkneejerkÓ [NT: sem tradução directa, mas pode ser entendido como žque levanta menos problemas para poder ser executadaÓ] usual, também.

Funcionará?

Eu não sei.

Isto esta também ligado às Guerras Meteorológicas ?

[pausa]

Sim, existem guerras meteorológicas . A força aérea vai controlar o tempo dentro de dois anos.

Que mais nos pode contar?

Leia žThe Report from Iron MountainÓ. Muito do que lá esta é verdade. Eu estava a trabalhar com um grupo lá em baixo em [_______________]. Chamaram-nos e passaram-nos um relatório. A parte estranha é que nem sequer estava ligado com o que nos estávamos a trabalhar, e apareceu do nada, de lado nenhum, e nenhum de nos estava à espera dele. Um tipo disse, e nunca me vou esquecer porque me atingiu de tão errado: žExistem lobos e existem ovelhas, e nos somos os lobosÓ. Então disseram-nos para ir e ler o relatório, e foi isto.

Não havia qualquer escolha, e continua a não haver. A forma como eles o vêem é que existem demasiadas pessoas, e, sabe, eles têm razão. É verdade. Portanto compreenderam que precisam de elimina-las e estão a planear soluções para o fazer. Acontece que eu penso que não tem que ser dessa forma. Aparte do que mencionei ate agora sobre os problemas do espaço-tempo , o problema é a população a mais . É tão simples como isto. Existem programas para reduzir a população global para benefício de todos. Acredite ou não, a intenção é positiva. Isto foi compreendido pelo Kennedy já naquela altura. A žRand CorporationÓ esteve envolvida, e um dos Rockefellers, esqueço-me de qual, provavelmente o Laurance, penso eu.

Matando as pessoas?

Basicamente, sim. Vírus artificiais que foram depositados usando uma série de meios e que são difíceis de identificar ou quase impossíveis de curar. O pessoal médico do domínio público não consegue identificar o que esta a acontecer.

Como se sente sobre isto pessoalmente?

Muito baralhado. [pausa]

Como um ser individual de carne e osso, estou estarrecido. E como um cientista treinado para olhar para as coisas de um ponto de cima , uma perspectiva do alto , tenho que dizer que consigo perceber a forma de pensar.

Você tem que compreender que eu não estou a defender ou a condenar isto. É apenas um comentário de uma perspectiva científica abstracta. Mas os problemas que encaramos neste planeta são tão grandes que muito poucas pessoas têm o treino ou a experiência para ver tudo , para ver tudo no mesmo campo de visão .

A minha situação era diferente, e eu tive a chance de ver muitas coisas graças à natureza do meu trabalho. A maioria das pessoas não vê tudo . Mas eu trabalhei com muitas agências, e tenho a imagem global .

Você sabe que é legal testar agentes biológicos e químicos contra os cidadãos dos Estados Unidos? É legal. Sabe, tudo o que tem que ser feito é conseguir a aprovação do Presidente da Câmara da cidade, ou o equivalente em qualquer área. Ou algum representante oficial. Ninguém sabe disto, mas pode ser confirmado. Vá procurar. Esta tudo cuidadosamente escondido numa lei qualquer, mas esta tudo no domínio publico. Esta tudo lá.

Você revelou uma data de material extraordinário aqui na nossa conversa. Qual é a mensagem mais importante que gostaria de deixar às pessoas?

Olhe, eu não quero chocar ninguém, mas não estou optimista. Os problemas que enfrentamos como raça neste planeta são enormes . Eu não acredito que a maioria dos civis estejam preparados e capazes de lidar com incrível escala [NT: žsheer scaleÓ no texto original] e complexidade de tudo isto. Já têm problemas a gerir a vida do dia-a-dia , e estes problemas estão num nível completamente diferente. População a mais é o assunto principal. Tudo o resto que nos enfrenta esta ligado a isto.

Veja, eu consigo perceber os militares a tomarem os assuntos nas suas próprias mãos. Se houvesse um completo abrir do jogo [NT: ždisclosureÓ no texto original] de todos os problemas, e de todas as soluções propostas, acha mesmo que isso iria ajudar algum de nos? Sugiro que a resposta seja provavelmente não. Iria apenas complicar os assuntos ainda mais.

Mas lá no fundo eu sinto que todos deveriam saber estas coisas, ou então eu não estaria a falar consigo. A mensagem essencial que eu quero deixar é que eu realmente tenho esperança e quero acreditar que nos como pessoas conseguimos lidar com tudo isto, mas às vezes acordo de manha e duvido, mas lá no fundo eu quero que as pessoas saibam as coisas importantes que foram retidas de nos todos. Mas as vezes duvido. Você não sabe o que eu não lhe contei.

_____________________________

A 27 de Setembro, três semanas depois dos encontros iniciais, e depois de o termos fortemente pressionado para ver as três partes do vídeo da entrevista de Dan Burisch na página web žProject CamelotÓ, recebemos o seguinte E-mail . Esta citado tal e qual e na sua totalidade.

Dan Burisch esta a contar toda a verdade.

Confirmo isto.

Linhas temporais e tudo

Melhores cumprimentos

6 de Outubro de 2006

_______________________________

Actualizações:

Clique aqui para uma actualização (Fevereiro de 2007)

Clique aqui para uma actualização posterior (Maio de 2007)

_________________________

Imagens de explosões nucleares: falhas no espaço-tempo ?

Para mais fotografias da esfera de energia em expansão,veja http://waynesthisandthat.com/abombs.html

_____________________________

Help Project Camelot - make a donation:

Bill Ryan and Kerry Cassidy

support@projectcamelot.org